Search
Close this search box.

A estrutura do movimento conservador no Brasil em perspectiva estratégica

Os conservadores formaram
por muito tempo uma 
maioria silenciosa, emudecida pela
grande mídia e pelas instituições dominadas pelos progressistas ao
longo de décadas, no Brasil.

Através
as redes sociais, com as contribuições esclarecedoras
de Olavo de Carvalho e com a atuação combativa do capitão Jair
Bolsonaro, os brasileiros puderam se organizar promovendo uma onda
conservadora e uma mudança substancial no Congresso Nacional e na
Presidência da República, nas eleições de 2018.

Ainda
assim não foi o suficiente. 
Revelou-se
a fragilidade da democracia, quando a escolha da maioria dos cidadãos
passou a ser confrontada diariamente pelos incessantes
ataques da grande mídia e das velhas oligarquias políticas
 que
tentam resistir e usurpar o poder, ainda que a alto custo da nação. 

Nesse
ponto, imagine a hipótese dessa classe política corrupta retomar o
poder e empreender o controle da internet e o monitoramento de
celulares. 
Nesse
cenário escatológico, dificilmente o movimento conservador
subsistiria. Estariam em cheque todas as nossas bandeiras de
patriotismo, nacionalismo, liberdade religiosa e jusnaturalismo.

A
questão que se põe é como estruturar o movimento conservador de
modo a resistir às ilegítimas investidas dos progressistas
globalistas
 que dominam a grande mídia e da classe política
corrupta.
Outra
questão relevante é como conseguir maior eficiência na
troca de informações
, buscando o aprofundamento das análises e
preservando a saúde mental das pessoas ante o imenso fluxo de
informações.
Os
conservadores não são robôs e, por uma natural limitação humana,
não conseguem acompanhar esse intenso fluxo de informações que são
trocadas pelos inúmeros grupos de política nas redes sociais.
A
resposta para essas duas questões é a construção de uma dinâmica
estratégica de relacionamento entre os conservadores
,
proporcionando um acesso racional e eficaz de informações, com
eficiência e profundidade de análise. 

Uma
terceira questão que se coloca é a limitação natural que impede
Jair Bolsonaro, o patrono do conservadorismo no Brasil, de ocupar
todos os espaços públicos, havendo ainda a limitação temporal de
mandato e de vida. 
A
quarta questão que se observa é a limitação financeira e temporal
para empreender projetos conservadores por iniciativa popular, com
real possibilidade de efetividade.

Portanto,
é preciso que a população assuma o protagonismo, se organizando
estruturando o movimento conservador por dois
modos
espacial e setorial.

ESTRUTURA ESPACIAL DO MOVIMENTO CONSERVADOR

Espacialmente,
o movimento conservador deve se estruturar nas seguintes esferas:
internacional, nacional, região, estado, cidade e bairro. São
as ramificações estruturais de atuação.
mobilização
local
, nos bairros, é fundamental para (1) fortalecer o elo
entre os conservadores independentemente dos meios de tecnologia,
possibilitando uma (2) rápida atuação prática e real.
Demais
disso, é a partir dessa mobilização local que surgirão as (3)
lideranças natas, que surgirão naturalmente. É também a partir
dessa atuação local que haverá um (4) controle distrital contra
eventuais oportunistas e infiltrados.
Por
exemplo: em Salvador, existem 160 bairros setorizados em
10 departamentos. 
Cada
departamento forma um grupo de mobilização local para (5) trocas de
informações, ideias e atuação atenta ao cenário específico da
localidade, possibilitando ainda uma rápida atuação de combate aos
políticos corruptos. 
As
lideranças natas representarão o seu respectivo bairro ou
departamento perante o grupo da cidade. Por sua vez, as lideranças
municipais representarão com lealdade o movimento conservador nos
grupos estaduais. A mesma ideia de ramificação se aplica nos grupos
regionais, nacional e internacional. 
Cada
grupo de funcionará praticamente como órgão de controle e
substituirá a sua liderança com facilidade, se for necessário.



Ingresse no grupo, clicando no link:



Grupo das lideranças do conservadorismo Salvador:

https://chat.whatsapp.com/GG9CGBzxAgdI6boolMfjFQ 



Grupos dos bairros de Salvador:



MC SSA Departamento
01 – Centro/Brotas

MC SSA  Departamento
02 – II Subúrbio/Ilhas

MC SSA Departamento
03 – Cajazeiras

MC SSA Departamento
04 – Armação/Stella Mares

MC SSA Departamento
06 – Barra/Costa Azul

MC SSA Departamento
09 – Pau da Lima

MC SSA Departamento
10 – Valéria
ESTRUTURA SETORIAL DO MOVIMENTO CONSERVADOR 

A
estrutura setorial ocorre por especialidade temática, por categoria
profissional, com formação de células de atuação
estratégica
.
Essas
células exercerão as seguintes atividades: (1)
Compartilhamento de informações específicas da área, (2)
Formulação de opiniões técnicas sobre os temas. (3) Elaborarão
de projetos com viés conservador. (4) Criação institutos,
associações, organizações não governamentais de matriz
conservadora. (5) Integrar/compor as entidades de classe, expulsando
a esquerda de instituições como a OAB.


As
células de atuação estratégica abarcam, pelo menos, os
seguintes setores:



Filosofia, sociologia, lideranças religiosas.



História.



Educação, pedagogia, letras.



Saúde, medicina.



Segurança pública e defesa nacional. 



Engenharia, tecnologia, urbanismo e meio ambiente.



Economia, administração, 



Direito. Advogados, juízes, promotores. Defender o jusnaturalismo.
Criar chapa endireita OABpara expulsar a esquerda das entidades de
classe como OAB e AMAB.

CONECTE-SE COM O IDEALIZADOR E COORDENADOS DO MOVIMENTO CONSERVADOR DE SALVADOR RICARDO NOGUEIRA ATRAVÉS DOS LINKS ABAIXO




Salvador,
06 de maio de 2020.


Ricardo
Maurício Nogueira e Silva
Advogado.
Especialista em direito público pela Universidade Federal da Bahia.
Membro
do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

Sítios
eletrônicos e redes sociais: 
fb.me/nogueiraacj.adv.br | onotavelsaberjuridico.blogspot.com | 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *