Search
Close this search box.

Passaporte sanitário: Mulher, negra e grávida de gêmeos, é afastada do serviço público pelo Governo Rui Costa

O governo do Estado da Bahia afastou mais uma funcionária do serviço público por não estar vacinada. O afastamento desconsiderou o estado de gravidez da funcionária e desrespeitou a regra legal que assegura a estabilidade da gestante.

A mais nova mamãe comprovou o seu estado, apresentando resultado de exame médico, e também apresentou relatório médico contra-indicando a aplicação da vacina, ressaltando expressamente o risco para a gestação.

Mesmo tendo ciência do estado de gravidez, o governo Rui Costa cortou o salário da gestante de gêmeos, colocando ela e os seus dois bebês em risco de penúria. Sem a sua remuneração, certamente ela não poderá manter sequer a contratação do plano de saúde, neste momento tão delicado.

O ato do governo estadual agravou a situação de vulnerabilidade da funcionária pública que se inclui em quatro grupos considerados vulneráveis: gênero feminino, cor preta, gestante e, agora, desempregada. 

A gravidade do caso transborda a questão individual por revelar irrefutavelmente a hipocrisia do discurso de políticas identitárias, encampado pelo governo do Estado da Bahia em relação às mulheres, aos negros e às gravidas.

Além da gravidez, a funcionária pública faz uso de medicamentos anticoagulantes de rotina, reforçando a contra-indicação da imunização contra o SARS-CoV-2, conforme reconhecido pelas bulas da Pfizer, Coronavac, Astrazeneca e Janssen.

2 respostas

  1. É lamentável tal comportamento do governo do estado da Bahia, fazem discurso humanitários, mais na prática fazem atos contraditórios, neste momento fico pensando se te fato estamos preocupados com o bem Star da sociedade ou apenas cumprir agendas de vacinações menosprezando os riscos a vida, quero através desse comentário dizer que como cidadão Negro desaprovo e repúdio tal comportamento das pessoas que deveriam zelar pelo bem da nossa sociedade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *